quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Entre dois mundos...

Hello Everyone!

Depois de 6 mil anos de abandono, I`m back e espero retomar as coisas por aqui como antigamente, logo, nao desistam de mim tah? Mwwwah =*** :D

Pois eh gente, ja fui e ja voltei (once again)..O tempo voa mesmo neh?

E sabem um fenomeno muito engracado que acontece comigo (ok, talvez nao so comigo) eh que TODA vez que chego no Brasil eu fico mais perdida que cego no meio do tiroteio e estranhando tudo..As pessoas, os habitos, o ritmo, o idioma, a comida, o fuso...E passado alguns poucos dias, ja estou inteiramente acostumada com tudo novamente, como se nunca tivesse saido do Brasil e exatamente a mesma coisa acontece quando eu chego aqui de volta, depois de ter passado uma pequena temporada na minha querida terrinha...Eu estranho TUDO aqui tambem hahaha...Affff...Soh que aqui eu demoro um pouquinho mais pra me situar novamente, mas em ambos os casos, parece que nunca sai dos respectivos lugares...

Na minha casa no Brasil, quando la estou, nao parece que ja vivi toda essa historia, nao parece que ja casei e tenho minha casa, nao parece que tudo mudou na minha vida e que deixei pra tras tudo aquilo...Nao sei explicar, mas me sinto ainda dentro do mesmo contexto...As conversas com meus irmaos, o dia-a-dia, sair pra fazer uma caminhada no fim da tarde, o encontro com os amigos pra jogar Imagem e Acao (adooooooooro), meu studio, minhas clientes, a cidade...

E aqui no Paquistao, meu mareedo, meu cantinho, minhas coisinhas, tudo o que fazemos juntos..eh tao bom e estou tao habituada tambem...

Mas o que estranho MESMO eh o lifestyle paquistanes..Eh tudo tao diferente, mas tao diferente que sempre, o tempo todo tenho a sensacao de estar em um filme e sendo um personagem...Eh serio! Todos os lugares onde vou aqui, olho para as pessoas e as vejo como se tivessem atuando em um filme hihihi...lol

No Brasil, com os meus, sou a Everyn Palhares que todos conhecem, mas aqui sou a Mishal.."Outra" pessoa, outro estilo, outra vida, outro tudo...Mas claro, a essencia eh sempre a mesma, mas sinto que tenho que me dividir em duas pra poder "caber" no lugar onde estou...tenho que fazer adaptacoes na personalidade de acordo com a situacao porque sao dois mundos tao diferentes, tao opostos um do outro e que apesar de tantas idas e vindas, esses mundos nao se misturam, entao o trabalho de ter que se ajustar a cada realidade, eh meu!

Mas entao, minha viagem foi maravilhosa, trabalhei muito mais do que eu esperava (by the way, mais uma vez, obrigada Vilhena =D), quase nao tive tempo pra nada...Mas ainda assim, reservei um tempinho especial pra estar com meus amigos e principalmente com minha familia, que a proposito, eu descobri que deveras eu AMO MAIS do que eu imaginava e sei que eles tambem me amam e eles sao meu porto-seguro, minha base e minha referencia e que se um dia tudo der errado na minha vida, eh pra eles que vou voltar..

Eh engracado esse amor de familia neh, as vezes mesmo a gente estando tao longe (como eh meu caso), eh uma coisa tao visceral, tao profunda...os lacos sao muito fortes e tudo o que queremos eh saber que eles estao bem, sempre...Eu sou a filha e a irma que se preocupa, que cuida, que aconselha e quer ver todo mundo bem e essa minha nuance ficou bem clara dessa vez...

Porque assim, quando voce "abandona" tudo pra viver um grande amor, mais dia, menos dia vai bater uma "culpa" e vc vai se sentir um ser meio desnaturado, uma ovelha desgarrada da familia sabe?! E parece que vamos perdendo nossas origens e nossa referencia...Mesmo que nao seja assim de fato e que sabemos que cada um toma um rumo diferente, inevitavelmente um dia vai se sentir desse jeito (quem mora longe de seus entes queridos deve entender  bem o que quero dizer) e pra mim, dessa vez especialmente, essa viagem serviu pra eu recolocar minha familia no devido status de "coisa mais preciosa que tenho na vida" :)

O que acontece eh que aqui dei inicio a uma nova familia tambem, tenho pessoas maravilhosas ao meu lado e eh uma nova fase da minha vida, mas eu precisava deixar tudo isso muito bem definido na minha cabeca e parar de me sentir culpada...Sei que apesar da distancia fisica, meus lacos com minha familia  serao pra sempre e sao insubstituiveis e saber isso, eh o que importa pra mim :)

E por falar em familia, voces lembram que pouco antes de ir ao Brasil, perdi minha avozinha materna neh e soh me restou minha avo paterna que tambem ja esta bem idosa...Fiz questao de ir visita-la no interior de Sao Paulo e foi taaaao bom..ela eh tao maravilhosa, tao fofa e super hiper lucida, ela lembra de coisas que nem eu lembro mais e fala super bem e eh bem ativa e foi muito bom poder abraca-la beeem apertado e sentir aquele carinho gostoso de voh, sabe? Como elas sao maravilhosas ne? Por isso, quem ainda tem a sua, abrace, beije e aperte e tambem, aprenda com elas, pois sao verdadeiras fontes de sabedoria da vida...E foi isso que fiz, pra nunca sentir remorso de nada, caso ela venha a me faltar :)

E o mesmo vale para todas as pessoas que vc ama, deixe isso sempre muito bem claro a elas e sempre se despeca com uma palavra de carinho, pois nunca sabemos quando sera o ultimo dia de vida dessa pessoa ou de nossas proprias vidas...Eu tento aplicar isso diariamente em minha vida e garanto, faz um bem danado!

Ok gente, ja falei demais e meio que atropelei os assuntos e filosofei, desculpem-me, mas hoje estou meio emocional (deu pra notar neh rsrs)

Bem, vou deixa-las (os) agora com um video LINDO, que meu irmao do meio sempre ve/ouve e chora (e olha que ele eh quase ateu hein) e eu tambem choro, porque a musica eh linda e a mensagem tambem e porque vejo ele chorando hihihi...




15 comentários:

Anônimo disse...

Nossa!!!! Nem acredito que você está de volta!!!! Cheguei a pensar duas vezes antes de acessar seu blog hoje, porque acessei tanto nos últimos tempos sem nada encontrar, que achei que você tinha desistido de nós de vez. Welcome back to Pakistan and welcome back to us, Mishal. Que bom que você aproveitou bem sua família e seu país, e seja feliz em mais um período no Paquistão, na nova e bonita vida que você está construindo ao lado de seu marido.Um beijo, Rosana

Mariachiquinha disse...

A única "coisa"que me prende aqui é a minha mãe, que sempre foi tudo pra mim, e agora mais do que nunca é o que sobrou da minha família. Deixá-la por alguns dias me aperta o coraçao, morar longe dela é praticamente impossível.

Gori disse...

Ahhh se entendo isso tudo... A mais pura verdade!!

Quando fui ao Brasil estranhei muito os costumes. Principalmente que pessoas estranhas encostavam em mim, passando muito perto, ou colocando a mao no braco...
Estranhei tambem a falta de privacidade no Brasil. Todo mundo quer saber o motivo de qualquer coisa. Onde ja se viu, nao tenho que dar satisfacao nenhuma! Aqui todo mundo me deixa em paz, mas no Brasil.... que povo metido hein!
Em 20 dias nao consegui me readaptar ao estilo de vida - somente ao estilo de vida familiar.

Dou muito mais valor por cada momento que passo com minha familia. Cada segundo, cada palavra vale ouro e doi muito deixa-los pra tras.
Mas sempre que falo com eles nao deixo de dizer o quanto os amo.
Nunca se sabe o futuro. E vendo vovo adoecer, vovo com alzheimer, doi muito no coracao nao poder estar presente.
Familia e a coisa mais importante, certamente! (Lembram que os Pakis sempre dizem isto?!?!?!)
Mas sao escolhas, que apesar dos pesares sao felizes.
Tambem dou valor as pessoas e amigos que encontrei no caminho.
Se for pensar em tudo isso, nao preciso de prova maior da presenca de Deus e como sou iluminada!
Meu respectivo, minha "mae" adotiva do Sri Lanka... poucos porem fieis amigos.

Tambem sou uma pessoa diferente por aqui. Nao chega ao ponto de ser chamada por outro nome, porem aqui a vida condiz melhor com minha personalidade - que obviamente - 'e um pouco diferente de quando morava no Brasil. Valores foram agregados. Mas quando retorno, as pessoas continuam me tratando da forma antiga. O que nao chega a ser ruim, mas as coisas mudam...

Enfim, 'e como tu escreveu. Um misto de sentimentos.

:)

Mas MashAllah! Somos felizes!

Patrícia disse...

@Gori - Amem
@Mishal - amei o post e o video tb...

Everyn Palhares disse...

@gori

No Brasil o que eu mais estranho mesmo eh o comportamento "libertino" das pessoas..Ate ouvir meninas novinhas dizerem "meu namorado" me soa estranho agora hihihi...Ligar a TV e ver o taaanto de pootaria que tem, mulher pelada, programas degradantes que nao acrescentam nada a ninguem e coisas do genero, acho q nao acostumo mais nao...Mudei mto o meu modo de vestir tbm, nao que antes eu fosse nenhuma mulher-fruta style pq sempre abominei a exposicao gratuita do corpo, mas hj me visto com bem mais parcimonia...Mas no geral uso meu bom e velho jeans e camiseta tbm...

Soh que no Brasil a liberdade de ir e vir sem ter que dar satisfacao a ninguem eh impagavel...Aqui querendo ou nao, eu ainda nao me arrisco sair sozinha por ai pq nao sei o que pode acontecer afff (aqui eh td mto imprevisivel), mas em contrapartida justo eu q sou uma mulher totalmente independente, vou onde e quando eu quero, viajo sozinha e tals, fico aflita de sempre ter que depender do marido pra me levar nos lugares, isso realmente me deixa louca...E essa predominancia masculina em tudo que eh lugar tbm me incomoda mto..coisa chata isso!
Mas Ju, soh um adendo, se eu morasse em Dubai tbm nao sentiria assim tanta diferenca, pq ai tem mto estrangeiro, eh uma cidade mto plural, modernissima e beeeem mais tolerante que aqui, msm sendo predominantemente uma muslim society e sendo mto diferente tbm do Brasil :)

Mariachiquinha disse...

Hoje eu vi uma cena que fiquei pensando em voces que estao em países de culturas tao diderentes. Uma mulher na faixa de 20 e poucos anos, com 4 filhos indo para a rodoviária, pegar um onibus para passar o final de semana na praia. Até aí, nada demais. Só que lá pelas tantas, o bebezinho queela carregava começou as chorar. Ela simplesmente, abaixo um lado da blusa, colocou um dos seios pra fora e deu de mamar ali mesmo. Todo mundo passando, todo mundo olhando (ou não, acho que as pessoas já se acostumaram), sem o menor constrangimento.

Carol disse...

hehehe eu vivo estranhando tudo e ja nem sei mais da onde sou, so que sinto falta hahuauahuahuaa

Gori disse...

Pois é Eve, esse negócio de TV e a realidade dos jovens no Brasil é tenebroso.
Só de pensar que um dia terei filhos, me dá calafrios e passo longe da idéia de cria-los no Brasil.

A liberdade de ir e vir... pois é. Ser independente é bom, mas fazer determinadas coisas sozinha é muito chato.
Claro que as circunstancias ai sao diferentes.
Se estou aborrecida pego um taxi e vou ao shopping sozinha. Coisa que ai complica... mas temos que saber contornar. Morei um ano lá no bairro desi e sair na rua sozinha além de não ser bem visto podia virar problema, mas achava modos de me ocupar em casa.
Claro que no Pak, nem o shopping(sozinha) é opção.

Mas enfim... Pros e cons.

Me diga, overall.... como é a questão da privacidade aí? Tem que dar satisfação pra família e vizinhos? Ou tu acha que é tranquilo?

Everyn Palhares disse...

@Jules
Bem, eu particularmente nao deixo NINGUEM interferir na minha vida, nao dou moral pra ninguem e nem liberdade para tal..procuro manter uma certa "distancia" justamente pra nao ter problemas e ate hj nao tive, gracas a Deus..Fico na minha, nao faco nada de errado e cada um fica na sua....Sou beeeem chata em relacao a minha privacidaade, sou um ser completamente ANTI-SOCIAL hihihi..E acho q ja entenderam mais ou menos o meu jeito, logo ninguem me incomoda...Mas o fato de eu NAO morar com familianca ajuda e mtoooo neh...Nao sei como seria caso morasse empoleirada lol..(Deus me livre afff)...Pra vc ter uma ideia, cheguei faz mais de 15 dias e ate agora nao vi a cara da minha vizinha (q mora upstairs) e olha que ela (e a familia toda) sao beeem gente boa hein...Mas nunca vieram me incomodar aki =)

Soh q como todassss sabemos, no Paquistao eh complicadissimo esse negocio de gente metendo o bedelho em tudo, principalmente entre familia...E uma curiosidade, vejam soh, dizem q aqui mulher eh oprimida, nao tem opiniao pra nada e vale menos que um pneu furado bla bla bla..Mas quem decide quem vive e quem morre no seio familiar, sao ELAS...A MAE (principalmente, as irmas, as tias, as primas(afff) sao quem decide o destino dos 'homens da familia"...Nao sao elas que sao o TERRRRRRORRRRRRRRRRRRRRR das brasleiras e/ou firangis em geral? lol..Tem que ver isso ai hehe

Gori disse...

Hahahaha Pois é....
Exatamente.
As mulheres são sempre quem influenciam as decisões.

Quanto à privacidade, claro que morar com a familhança já é outra história.
Mas fico curiosa quanto ao Paquistão.

Se aqui as pessoas já fazem mil perguntas, imagino aí...
Sem falar que minhas vizinhas (tadinhas são super gente boa, mas estao acostumadas com privacidade zero na casa delas)simplesmente invadiram minha casa um dia.
Hehehehe.

Mas tá certo, acho que tem que impor o respeito. Se nao vem de ti, as pessoas tomam conta mesmo... em qualquer lugar do mundo.

Quem sabe um dia te visito... MAs sabe lá Deus quando =/

Everyn Palhares disse...

Pois eh beecha, minha casa como sempre, esta de portas abertas pra vc e ja te convidei millll vezes neh...To sh esperando hihihi

Everyn Palhares disse...

Ah by the way, vc falando sobre q as pakis ja estao acostumadas com a TOTAL falta de privacidade, eu me lembrei de uma historia, a irma (encalhada hihihi) de um amigo nosso aki, me disse q quando a irma dela casou, a FAMILIANCA TODA foi junto pra Lua de mel...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk..Eu nao sabia se eu chorava ou se eu ria pq seria comico se nao fosse TRAGICO neh affffffffffffffffffffffffffffffffffffffff..Eh o cumulo do cumulo do cumulo da falta de nocao e desconfiometro..Ela disse q INCLUSIVE ficaram tudo mesmo quarto hahahahahahahahahahahaha..Eu custei a acreditar e ainda perguntei pra menina varias vezes: Really??? U must be kidding, it isnt possible...E ela disse, SIM EH VERDADE e q a irma nem se importou..Aham, senta la...affff

Gori disse...

MEU DEUS!!!
Como é que pode!!
Hahahahahah!!
Credo. Xô urubu hein!!
Chorei.

E é complicado pra eu ir até o Pak no momento Eve... complicações da vida.

Andrezaaamir disse...

Oie,

acompanho teu blog a algum tempo e amo a forma descontraída como tu escreve =)

assim que puderes dá uma passadinha no meu blog pq tem um selinho lá pra vc :)

bjjimm

Entre Dubai e Brasil disse...

vai pensar que tô puxando teu saco...e tô! Sou baiana, e me tomo Com o Lázaro no shopping diretooooooooo, ja disse e repito, tô indo em Dezembro e esse vai ser um presente especial, vou te levar um dvd dele! beijos

Navegando nos arquivos

Related Posts with Thumbnails