sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Ja posso voltar pro Brasil

BRINKSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
hahahaha

Calma, ja explico =D

Existe uma "lenda urbana" que diz que firangi que vem morar no Paquistao NAO AGUENTA ficar aqui dois anos ou no maximo dois anos, theek? Ja ouvi isso varias vezes...

Entao tem alguma coisa errada comigo ou sou muitooo guerreira, pois esse mes estou comemorando DOIS ANOS de Pakistan (I mean, morando oficialmente) e so far, so good...

Nao vou dizer que quero morar aqui pra sempre (nem a pau Nicolau)  porque nean, Pakistan definitivamente nao eh a dreamland de NINGUEM...Mas ate agora nao posso reclamar, soh que o problema aqui eh a falta de perspectiva a longo prazo, a instabilidade do pais, a inseguranca, etc e como tanto eu como meu marido queremos o melhor pra nossa familia, sair daqui, mais dia, menos dia vai ser inevitavel..Mas como ja cumpri o "prazo de carencia", ja posso voltar tranquila quando quiser hehehehe...

Mas brincadeiras a parte, vi muitos casos de garotas/mulheres que vieram pra ca e de fato nao aguentaram por N motivos se adptar de jeito nenhum e voltaram beeem antes do prazo "estipulado", mas cada caso eh um caso e assim como eu, tenho outra amiga que tem ate mais tempo que eu de Pakistan e esta muito bem, obrigada. Pra voces verem que eh dificil sobreviver aqui, mas nao impossivel ;)

Soh tem um detalhe que preciso confessar: talvez eu nao teria aguentado se tivesse que morar no sistema de "apinhamento" familiar daqui afff ou se tivesse que morar em outras cidades que nao Lahore ou Islamabad..Tem que ver isso ai rsrs...

Mas entao, parabens pra mim porque aguentar dois anos de Pakistan gatas, nao eh mole nao hihihi =D




5 comentários:

Anônimo disse...

eis o principio do fim

Everyn Palhares disse...

Que fim?

Maria Helena Cruz disse...

É, gata, estou certa de que você deu passos largos rumo à conquista de um lugar no paraíso, porque “no offense”, mas viver no Paquistão me soa como purgar os pecados ainda na terra, hehehehe... Brincadeiras à parte, depois de passar tanto tempo fuçando em seu blog, sinto-me como se te conhecesse, e passei a nutrir afeto por ti. Calma, não sou psycho nem nada, mas já há algum tempo (precisamente, desde que passei a lamber chão por um cabra que está lá nos confins do Paquistão, e que só conheço de facebook, hotmail e skype) que deixei de negar esta estranha modalidade de afeto típica da era eletrônica. É o que chamo de “afeto virtual”, esse querer o bem de alguém que a gente nunca viu pessoalmente, mas que conhece dos blogs, dos chats e de outros meios pós-modernos de contato. E é assim - não te conheço, nunca te vi, mas desejo que você continue sempre muito feliz, seja no Paquistão, no Brasil, em Vênus, ou em qualquer lugar onde você decida viver. Beijos, Rosana.

Rosana disse...

Só não sei porque meu nome apareceu como "Maria Helena Cruz", já que sou Rosana. Vá entender essas coisas cibernéticas, cruzes!

Everyn Palhares disse...

Nossa Rosana, que palavras bonitas...Mto obrigada mesmo flor, de coracao...Te desejo td de bom com seu paki tbm e welcome to the club hihihi

Bjusss

Navegando nos arquivos

Related Posts with Thumbnails